Postoperative complications following free gingival graft: a case report

Autores

  • Valma da Costa Vieira Schrederhof Faculdade Herrero, PR, Brazil
  • Alcione de Fátima Zanatta Filther Faculdade Herrero, PR, Brazil
  • Ana Paula Tulio Manfron Faculdade Herrero, PR, Brazil
  • Gabriela Fracasso Moraes Faculdade Herrero, PR, Brazil
  • Humberto Osvaldo Schwartz Filho Universidade Federal do Paraná, Post-graduate Program in Dentistry, PR, Brazil

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8938.2021v23n2p110-112

Resumo

Abstract
Among the available techniques for gingival recession treatment, the main surgical technique for gain of keratinized tissue is the free gingival graft. This procedure is also indicated for vestibule extension and frenulum removal. The technique consists of the epithelial and connective tissues removal from a donor site and its repositioning on to a recipient site, being an effective primary stability mandatory for the healing process. The aim of this study was to describe a case report of a 35-year-old male, who reported a postoperative complication in donor area, after a free gingival graft which occurred 07 days later. This situation occurred after patient reported having rinsed his mouth with hot water during shower. Due to that, a 1mm thick acetate tray was readymade for the donor site comfort and protection. Among the demands presented in this case, free gingival graft was the primary surgical choice to increase keratinized tissue. Despite the patient’s morbidity, due to the two surgical sites, the use of the acetate tray showed great reduction in patient’s discomfort and trauma. This approach proved to be successful since the patient described increase in self-esteem and oral hygiene facilitation which in combination contributed to satisfactory final results.

Keywords: Periodontics. Gingival Recession. Postoperative Complications.

Resumo
Entre as técnicas disponíveis para o tratamento da recessão gengival, a principal técnica cirúrgica para ganho de tecido queratinizado é o enxerto gengival livre. Este procedimento também é indicado para extensão do vestíbulo e remoção do frênulo. A técnica consiste na remoção de tecidos epiteliais e conectivos de um local doador e seu reposicionamento no local receptor, sendo necessária uma estabilidade primária eficaz para o processo de cicatrização. O objetivo deste estudo foi descrever um relato de caso de um homem de 35 anos, que relatou uma complicação pós-operatória na área doadora, 07 dias após a realização de um enxerto gengival livre. Essa situação ocorreu depois que o paciente relatou ter enxaguado a boca com água quente durante o banho. Devido a isso, uma placa de acetato de 1 mm de espessura foi preparada para conforto e proteção do local doador. Entre as demandas apresentadas neste caso, o enxerto gengival livre foi a principal opção cirúrgica para aumentar o tecido queratinizado. Apesar da morbidade do paciente, devido aos dois locais cirúrgicos, o uso da placa de acetato demonstrou grande redução no desconforto e trauma do paciente. Essa abordagem mostrou-se bem-sucedida, uma vez que o paciente descreveu aumento da autoestima e facilitação da higiene bucal, o que em conjunto contribuiu para resultados finais satisfatórios.

Palavras-chave: Periodontia. Recessão Gengival. Complicações Pós-Operatórias

Downloads

Publicado

2021-06-21

Edição

Seção

Artigos