Reabilitação Estética em Dentes Anteriores Permanentes Traumatizados

Autores

  • Felipe Gouveia Santos Faculdade Leao Sampaio
  • Emerson Felipe Santos Coutinho
  • Magna Freita Diniz
  • Carlos Eduardo de Oliveira
  • Diala Aretha de Souza Feitosa

DOI:

https://doi.org/10.17921/2447-8938.2016v18n3p195-200

Resumo

A estética dental é considerada um fator importante de inclusão social para a maioria das pessoas. Esta também influência no comportamento social e autoestima das crianças, pois muitas demonstram insegurança ao sorrirem, brincarem ou socializarem-se. A perda de parte da estrutura dentária compromete significantemente a vida desta criança. Dentre as fraturas dentais 96% acometem os incisivos centrais superiores permanentes, a maioria destes traumatismos acontecem na infância, 13% incluem crianças menores de 12 anos. O presente trabalho tem como objetivo relatar o caso de uma criança de 7 anos de idade, que sofreu um traumatismo nos elementos 11 e 21, com grande perda dos ângulos mesio-incisais das estruturas dentárias e sem comprometimento pulpar. Baseado  na idade do paciente e na preocupação em preservar os elementos dentários, o tratamento de escolha para o caso foram restaurações adesivas diretas, estas foram confeccionadas com resina nanohíbrida, IPS Empress Direct (Ivoclar, Vivadent Ltda.). Este material é considerado de excelente padrão estético, possui translucência, fluorescência, textura e brilho superfície semelhantes aos da estrutura perdida. A reconstrução dentária através de restauração adesiva direta de Incisivos Centrais Superiores apesar de ser considerada um grande desafio para o profissional, é capaz de mimetizar os dentes naturais do paciente, restabelecendo a estética dental e do sorriso de forma natural, devolvendo as corretas funções dos dentes, tanto na mastigação como na fonação do paciente.

Downloads

Publicado

2016-10-06

Edição

Seção

Artigos